Raquel Varela. História da Política do PCP na Revolução dos Cravos.

Biblioteca / 2010-2021

Raquel Varela. A História do PCP na Revolução dos Cravos.

Lisboa: Bertrand, 2011, 400 páginas.

Basado en História da política do Partido Comunista Português durante a Revoluçao dos Cravos (1974-1975). Tesis para la obtención de grado, Departamento de Historia, Instituto Universitário de Lisboa, junio de 2010, 340 páginas.

INDICE [de la Tesis]

INTRODUÇÃO

CAPÍTULO 1

O PCP NO I GOVERNO PROVISÓRIO

A democratização

Por que entram os comunistas no Governo?

O PCP contra as greves: a disputa com a extrema-esquerda

A aliança Povo-MFA

O PCP e a União Soviética

CAPÍTULO 2

DO II GOVERNO PROVISÓRIO AO 28 DE SETEMBRO DE 1974

O PCP E A LUTA PELA INDEPENDÊNCIA DAS COLÓNIAS

A TENSÃO SOCIAL DO VERÃO DE 1974

      Despedimentos e sabotagem económica: o papel do Ministério do Trabalho

      O PCP e a Lei da Greve

      TAP, LISNAVE e Jornal do Comércio

A POLÍTICA DO PCP NO GOLPE SPINOLISTA DE 28 DE SETEMBRO DE 1974

 CAPÍTULO 3

DO VII CONGRESSO À UNICIDADE SINDICAL (OUTUBRO 1974 – JANEIRO DE 1975)

O VII CONGRESSO E A PLATAFORMA DE EMERGÊNCIA

      «O preço da liberdade, as reivindicações dos trabalhadores»

O PCP, A INTERSINDICAL E AS COMISSÕES DE TRABALHADORES

      Construir a Intersindical

      A luta pela unicidade sindical

      As comissões de trabalhadores e a manifestação de 7 de Fevereiro de 1975

O PARTIDO EM TODAS AS FRENTES

      Juventude trabalhadora: construir, construir, construir

      A UEC: «A ordem é revolucionária, não caótica»

      O fantasma da frente popular chilena e a coexistência pacífica

      PS, MDP e recenseamento eleitoral

      «O saneamento da economia é mais demorado que o saneamento do aparelho de Estado»

CAPÍTULO 4

O PCP ENTRE O «11 DE MARÇO DE 1975» E O «VERÃO QUENTE»

A CAMINHO DO 11 DE MARÇO

      Agudização dos conflitos sociais: tensão na coligação

      Começa a Reforma Agrária

      Da greve dos liceus à militarização do Sindicato dos Químicos

O PCP E O 11 DE MARÇO DE 1975: «TODOS PARA A RUA!»

      O PCP e o MFA

ELEIÇÕES, 25 DE ABRIL DE 1975

O PCP, AS NACIONALIZAÇÕES, O CONTROLO OPERÁRIO E A «BATALHA DA PRODUÇÃO»

      Significado das nacionalizações

      A política do PCP para as nacionalizações

      O PCP, a «batalha da produção» e o «controlo operário»

DAS ELEIÇÕES À QUEDA DO IV GOVERNO PROVISÓRIO

      A dualidade de poderes e as vitórias dos trabalhadores

      A ruptura na governação

      O PCP e as greves de Maio e Junho de 1975

CAPÍTULO 5

O VERÃO QUENTE: O FIM DA «ALIANÇA POVO-MFA» (JULHO A AGOSTO DE 1975)

      Quem dirige os trabalhadores?

      O PCP: organização e formação teórica

      A ameaça bonapartista

      V Governo: O PCP quis «tomar o poder»?

CAPÍTULO 6

CRISE REVOLUCIONÁRIA: O ESPECTRO DA GUERRA CIVIL (DA ASSEMBLEIA DE TANCOS AO 25 DE NOVEMBRO DE 1975)

«SOVIETIZAÇÃO» DAS FORÇAS ARMADAS?

O PCP E AS «CONQUISTAS DE ABRIL»

      Os comunistas no Governo: «um pé dentro outro fora»

      Reforma Agrária: dividir a terra pelos trabalhadores ou os trabalhadores pela terra?

      A independência de Angola

O PCP E O 25 DE NOVEMBRO DE 1975

CONCLUSÃO

FONTES E BIBLIOGRAFIA

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.